Vai começar a Pesca da Tainha em Bombinhas!

 

Com o término da alta temporada de verão as atenções se voltam para a Pesca da Tainha em Bombinhas. Já está tudo preparado. Os “camaradas” já estão indo para os ranchos. As redes já foram para o “varal” e estão prontas para entrar em cena. As canoas vão para a areia da praia e ficam só a espera dos cardumes para o cerco começar.

 

Pesca da tainha em Bombinhas

 

A pesca da tainha em Bombinhas é um atrativo cultural imperdível

 

Presenciar um cerco de tainha em uma das belas praias de Bombinhas é um atrativo que merece ser experimentado. O tempo é curto! O período da pesca da tainha em Bombinhas vai de 1º de maio à 31 de julho. Para acontecer, a pesca da tainha precisa ter o clima ideal: vento sul, água do mar bem fria e a temperatura baixa. Essa combinação somada a uma mãozinha da natureza faz com que a safra da pesca da tainha em Bombinhas seja muito produtiva.

Várias praias se preparam para participar desse momento. Destaque para as praias de Bombas, Bombinhas, Sepultura, Retiro dos Padres, 4 Ilhas, Mariscal, Canto Grande e Tainha. Camaradas reunidos, canoa na areia da praia e os olhos bem atentos para o mar. Preparem-se, vai começar a Pesca da Tainha em Bombinhas!!

 

“Cerca, rapazi!!”

 

Tudo começa com o aceno do “vigia”. Ele é um dos camaradas que fica em um ponto estratégico observando quando os cardumes de tainhas se aproximam da praia. Com o sinal do vigia a movimentação dos demais camaradas é para empurrar a canoa até o mar e começar a lançar a rede.

Nas canoas é necessário ter uma equipe experiente para que a canoa consiga atravessar a “quebrança”. Esta é a área onde as ondas quebram na praia. Todo o percurso para lançar a rede no mar deve ser sincronizado. Os “remeiros” trabalham para movimentar a canoa. Outros dois tem a função de jogar a rede no mar. Um deles é denominado “chumbereiro” por lançar no mar a parte da rede onde estão os chumbos. Fechando a equipe temos o “patrão”. Ele fica posicionado na parte de trás da canoa e é  responsável por conduzir a embarcação determinando o ritmo das remadas e direcionando a canoa com o seu “remo de pá”.

Na praia ficam os demais camaradas que tem a função de puxar a rede e fazer com que seja capturada a maior quantidade possível de tainhas.

 

E a rede chegou na praia

 

Com a chegada da canoa na praia se inicia o arrastão da rede com os peixes. Quando a rede se aproxima da praia e alguns peixes começam a pular, o “saragaço” começa e faz todos viverem uma experiência memorável. Entre gritos para determinar o ritmo da puxada da rede e a correria de todos que estão ajudando no cerco, tem-se a chegada dos peixes na areia da praia. Repito: é uma sensação única que todos deveriam sentir.

Com os peixes na areia, ainda vivos, inicia o processo de contagem da pescaria. O processo de contagem das tainhas é fundamental, pois saber o resultado do cerco irá colocar o rancho de pesca em destaque dependendo da quantidade capturada.

Parte da produção é separada para os camaradas da rede. Cada um deles recebe uma boa quantidade de peixes denominada “quinhão”. Este quinhão é proporcional a função do camarada no rancho de pesca. Existem os ajudantes, os remeiros, o patrão e o dono da canoa. Este último, por uma questão lógica, recebe um quinhão mais generoso. Outra parte é separada para ser doada a todos que ajudaram a puxar a rede. O restante das tainhas são vendidas para visitantes e empresas de distribuição de pescados.

 

Pesca da tainha em Bombinhas

 

 

Pensando em aproveitar a Pesca da Tainha em Bombinhas?

 

Se você ficou com vontade de experimentar a Pesca da Tainha em Bombinhas confira algumas dicas que preparamos.

 

  • A condição para que as tainhas cheguem ao litoral de Santa Catarina são os ventos vindos do sul e a chegada do frio nesta região. Portanto, vale ficar atento a previsão do tempo.
  • Venha disposto a acordar bem cedo. A maioria dos cercos acontecem ainda na madrugada, antes do nascer do dia. É nesse horário que os cardumes de peixe se deslocam para a parte onde as redes conseguem alcançar.
  • Se permita participar ativamente deste momento. Deixe os calçados com alguém, arregace as calças e ponha a mão na rede. A energia das pessoas puxando a rede para a praia irá encantar você.
  • Fique até o final do processo. Puxe a rede, ajude a guardar a rede na canoa. Observe a contagem das tainhas. No final você será recompensado com o seu “quinhão” e poderá saborear seu “prêmio”.
  • Para desfrutar a tainha que você ganhou é necessário “consertá-la”. Esse processo de limpar o peixe pode ser feito por algum pescador na própria praia ou em algum restaurante que ofereça esse serviço.

 

Pesca da tainha em Bombinhas

 

Hospedagens ideais para você conhecer a Pesca da Tainha em Bombinhas

 

Escolha pousadas ou hotéis em Bombinhas que tenham cozinha equipada. Assim, os peixes que você adquirir durante a pesca da tainha poderão ser saboreados no próprio meio de hospedagem. A forma mais apreciada pelos moradores de Bombinhas é a tainha assada, que pode ser no forno ou na brasa. Outra forma de preparo muito comum é a tainha frita em postas. Mas independente do cardápio escolhido o que vale é a experiência de degustar um prato a base de tainha. Um peixe que além de fazer parte da culinária típica de Bombinhas é também um patrimônio cultural do litoral de Santa Catarina.

 

Vila do Bosque – uma excelente opção de hospedagem em Bombinhas

 

Agora ficou mais fácil você conhecer e aproveitar a Pesca da Tainha em Bombinhas.

Faça uma visita em nosso site. Conheça nossa estrutura e nossos serviços. Estamos sempre preparando condições especiais para sua estada em Bombinhas em qualquer estação do ano. Efetue sua reserva diretamente em um de nossos canais de venda (site, WhatsApp e telefone) e aproveite nossas promoções e pacotes especiais – Maio Todo Delas na Vila do Bosque. Se hospede em uma das melhores pousadas de Bombinhas, em meio a Mata Atlântica e próximo das mais belas praias da cidade.

 

Estamos esperando a sua reserva.

 

Continue acompanhando o nosso blog.

 

Até a próxima!!

 

 

Comente com seus amigos